segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Para Minha Irmã

Faz tempo que não escrevo né, vida agitada, corrida, não tiro tempo pra nada....
faz muito tempo que penso neste post, que quero parar e escrevê-lo, mas por algum motivo, nunca consigo sentar e escrever. Mentalmente já escrevi ele, de diversas formas, já comecei ele assim:
Michele, liga pra gabi, ela já te ligou mais de cinco vezes! Ligo pra Gabi e Digo Tá grávida? Tô, e eu falo, e me fala assim desanimada, e ela responde: Lógico, tu não me deixa contar!
Já pensei em escrever assim: Tudo tem o seu tempo pra acontecer.... Mas nas minhas noites em claro tenho pensado em escrever assim:

E aí meu pequeno embriãozinho, você nos dará o prazer da sua convivência? Nos dará o prazer de ter o seu sorriso? teremos o prazer de ver seus olhinhos brilhando pra nós e seu chorinho nos acordando nas madrugadas? Poderei ir socorrer minha irmã numa manhã fria, em que ela estará cheia de olheiras porque você não a deixou dormir durante a noite? Ou desta vez você nos deixará com as lembranças de coisas que nunca vivemos, mas que já sentimos? Será um anjinho nos cuidando lá no céu, protegendo sua mãe e seu pai?
Ficamos nós aqui, com um sentimento de dor e saudade, de angústia e dor.. mas deixamos pra você a decisão de viver, de nos permitir a sua presença ou de nos deixar....
Cada coisa tem o seu tempo, e por mais que nos doa, saberemos te respeitar.
Te amo minha irmã!

Nenhum comentário:

Postar um comentário